Os 5 principais desafios de adaptação ao trabalho remoto em empresas estrangeiras

Equipe Trio Carreiras

4 min read

Atualmente, o trabalho remoto se tornou algo bastante comum, tanto no Brasil quanto fora.

E, para quem deseja trabalhar em empresas fora do país sem ter que sair de casa, esse cenário é perfeito. Porém, assim como qualquer outro trabalho, é necessária uma adaptação ao trabalho remoto e isso implica alguns desafios.

Por isso, resolvemos criar este conteúdo para te ajudar a lidar com esses desafios da melhor maneira possível. E qual a melhor forma de começar? Conhecendo quais são eles para, a partir disso, criar estratégias e lidar com os problemas de adaptação que podem aparecer pelo caminho.

Acompanhe este conteúdo até o final e entenda melhor como funciona esse processo e como aprender a lidar com os desafios do trabalho remoto no exterior.

<<< Confira as vagas remotas para desenvolvedores da Trio! >>>

Como funciona a comunicação no trabalho remoto em empresas estrangeiras?

Bom, é bem possível que o primeiro desafio encontrado seja a comunicação, afinal de contas, idiomas diferentes podem sim causar muitos problemas.

Até por causa de palavras que não possuem tradução em outro idioma e também por contextos diversos em que determinada palavra não caberia ali.

Por mais que você saiba o idioma do outro país, como o inglês, por exemplo, não haverá uma vivência mais intensa nesse aspecto, pois você continuará morando no Brasil. Isso pode retardar a sua adaptação cultural e ao idioma local.

Mas calma, isso não precisa ser um problema, pois existem diversas estratégias para que a comunicação entre profissional e empresa seja a melhor possível.

Por exemplo, podem ser agendadas reuniões no início, na metade e no final do projeto.

Isso evita maiores desentendimentos quanto ao que deve ser feito e entregue para o cliente.

E, provavelmente, uma frequência maior de reuniões precisem ser feitas ao entrar na empresa, mas depois, é bem provável que essa frequência vá diminuindo.

Como o trabalho remoto influencia a adaptação cultural no trabalho em empresas no exterior?

Assimilar a cultura do outro país pode ser um pouco mais difícil para quem trabalha de forma remota. Afinal de contas, você não estará dentro da empresa e o seu ambiente de trabalho não mudará.

Isso influencia na rapidez com que você será capaz de se adaptar à cultura não só do outro país, mas também da empresa.

Essa adaptação vai muito além do idioma, pois há outros aspectos que devem ser analisados.

Por exemplo, aqui no Brasil há uma cultura de que um certo tempo de atraso para as reuniões é tolerável, são os tais dos 5 minutinhos.

Porém, em outro país, a realidade pode ser outra. Nos EUA, por exemplo, se a empresa marcou com você uma reunião às 3:55 pm, eles não vão começar às 4 pm, mas sim, exatamente às 3:55 pm.

Além disso, as piadas, as gírias utilizadas e outros pontos que fazem parte da cultura podem sim se tornar um desafio.

Mas é claro que, com o passar do tempo, as coisas vão se encaixando e você vai se conectando melhor com a empresa nesses aspectos. Basta ter paciência e seguir o fluxo dos acontecimentos.

Leia também: LinkedIn de Programador - 11 dicas para otimizar o seu perfil e ser encontrado por recrutadores

Como entender as demandas corretamente trabalhando remotamente?

Pode ser um pouco confuso entender quais são as duas demandas para determinado projeto de início. Aqui podemos pensar em dois fatores que interferem nesse aspecto.

O primeiro é o fato de não estar inserido dentro da empresa e isso pode dificultar o real entendimento do que ela precisa do seu trabalho e com que rapidez.

O segundo tem a ver com não conhecer o todo de maneira mais profunda. Fica muito mais fácil entender o seu trabalho quando você compreende em que situação, contexto e projeto a sua parte vai se encaixar.

É por isso que, inicialmente, serão necessárias mais reuniões e você precisa estar pronto para tirar todas as dúvidas e assim, evitar complicações no futuro.

Como se adaptar ao fuso horário da empresa estrangeira, trabalhando remotamente?

Outro desafio que precisará ser encarado para uma boa adaptação ao trabalho remoto. E isso vai depender muito em qual país está a empresa para a qual pretende prestar serviço.

Se for nos EUA, por exemplo, o fuso não costuma ser um problema. Na Europa, isso pode começar a incomodar, por exemplo, na Inglaterra são 3 horas de diferença para frente.

Assim, se são 8 da manhã do Brasil, são 11 da manhã lá. Então, você teria que acordar um pouco antes das 5 da manhã para estar na frente do computador caso seu horário de trabalho inicie às 8 da manhã.

Não é algo com o qual você demore para se adaptar, mas é preciso ter muita paciência com o seu corpo e o seu sono.

Existe uma questão biológica por trás disso e é essencial que você entenda os limites do seu organismo.

Depois de algum tempo, você vai até gostar de acordar um pouco mais cedo (se for o caso) e terminar o seu expediente às 3 horas da tarde se colocarmos no exemplo dado.

Como “driblar” as barreiras de linguagem no trabalho remoto para empresas do exterior?

De fato, a linguagem pode apresentar diversos desafios e a comunicação pode ficar prejudicada, porém, existem diversas estratégias para resolver a questão.

Uma delas é: seja objetivo. Se você ficar dando muitas voltas para explicar algo, seja numa reunião online ou por meio de um e-mail, vai ficar muito mais difícil compreender o que você deseja falar.

Por mais que você tenha conhecimento do idioma e seja fluente nele, existem alguns aspectos como a cultura e o uso de gírias que podem atrapalhar a comunicação.

Portanto, ser objetivo é fundamental. 

Outra forma de driblar esse desafio é encarando-o como uma oportunidade de aprendizado. Afinal de contas, você poderá praticar um segundo idioma no seu dia a dia e ficar ainda melhor nele.

Muitas pessoas precisam sair do país e fazer intercâmbio para ter essa oportunidade. Você não vai precisar fazer nada disso, pois estará no conforto de casa.

No mais, se sentir alguma dificuldade com o idioma, o segredo é simples: praticar e estudar. Inclusive, você pode tirar dúvidas com colegas de trabalho que o seu professor (caso tenha um) não possa. Mas dificilmente isso será necessário.

Sem contar que essa adaptação ao trabalho remoto numa empresa estrangeira vai deixar o seu currículo ainda mais atraente para grandes empresas no país, aumentando a possibilidade de sucesso e crescimento profissional.

Você ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Se sim, entre em contato conosco para descobrir como é trabalhar remotamente no exterior!

Perguntas frequentes

Como funciona a comunicação no trabalho remoto em empresas estrangeiras?

Por mais que você saiba o idioma do outros país, inglês, por exemplo, não haverá uma vivência mais intensa nesse aspecto, pois você continuará morando no Brasil. Isso pode retardar a sua adaptação cultural e ao idioma local.

Mas calma, isso não precisa ser um problema, pois existem diversas estratégias para que a comunicação entre profissional e empresa seja a melhor possível.

Por exemplo, podem ser agendadas reuniões no início, na metade e no final do projeto.

Como o trabalho remoto influencia a adaptação cultural no trabalho em empresas no exterior?

Assimilar a cultura do outro país pode ser um pouco mais difícil para quem trabalha de forma remota. Afinal de contas, você não estará dentro da empresa e o seu ambiente de trabalho não mudará.

Isso influencia na rapidez com que você será capaz de se adaptar à cultura não só do outro país, mas também da empresa.

Como entender as demandas corretamente trabalhando remotamente?

Pode ser um pouco confuso entender quais são as duas demandas para determinado projeto de início. 

É por isso que, inicialmente, serão necessárias mais reuniões e você precisa estar pronto para tirar todas as dúvidas e assim, evitar complicações no futuro.

Como “driblar” as barreiras de linguagem no trabalho remoto para empresas do exterior?

Por mais que você tenha conhecimento do idioma e seja fluente nele, existem alguns aspectos como a cultura e o uso de gírias que podem atrapalhar a comunicação.

Portanto, ser objetivo é fundamental. 

Como se adaptar ao fuso horário da empresa estrangeira, trabalhando remotamente?

Não é algo com o qual você demore para se adaptar, mas é preciso ter muita paciência com o seu corpo e o seu sono.

Existe uma questão biológica por trás disso e é essencial que você entenda os limites do seu organismo.

Depois de algum tempo, você vai até gostar de acordar um pouco mais cedo (se for o caso) e terminar o seu expediente às 3 horas da tarde se colocarmos no exemplo dado.