Quer trabalhar como desenvolvedor para empresas dos EUA? Conheça 9 dicas para a sua transição de carreira!

Equipe Trio Carreiras

4 min read

Sabemos que mudar de carreira não é uma tarefa fácil, mas é totalmente possível quando você tem dedicação e empenho para aprender uma nova função ou tarefa. E isso é uma exigência, especialmente quando se trata de trabalhar como desenvolvedor nos EUA.

Afinal, além de você estar se aventurando em uma área nova, também se propõe a outro desafio junto, que é o de se comunicar através de uma língua estrangeira. Mas como realizar essa transição?

Continue lendo o artigo para conferir as 9 dicas que separamos para você!

<<< Confira as vagas remotas para desenvolvedores da Trio! >>>

1. Estude sobre as empresas que contratam estrangeiros remotamente

Você não pode conseguir vaga de desenvolvedor nos EUA se não estudar o mercado que pretende atuar. Por isso, sugerimos que realize uma pesquisa sobre as empresas que mais te chamam atenção neste mercado e conheça um pouco sobre cada uma delas.

Lembre-se de ficar atento aos seu valor, sua missão e suas formas de conduta, e de identificar o comportamento cultural delas também.

Você está em busca de uma oportunidade de trabalhar remoto como desenvolvedor para o exterior, então é super normal que a cultura seja diferente.

2. Pense sobre as suas motivações para trabalhar para empresas estrangeiras

Ganhar mais dinheiro, adquirir novos conhecimentos, crescer com a marca pessoal, ter uma melhor qualidade de vida, proporcionar mais segurança para a família e ter novas oportunidades de sucesso são algumas das motivações que as pessoas buscam quando querem trabalhar como desenvolvedor nos EUA.

Não importa qual seja o motivo, você precisa ter um objetivo definido para que consiga ter metas para serem atingidas ao longo do percurso, antes de definitivamente alcançá-lo. Chegar até o destino final é uma alegria, mas aproveitar o percurso é indispensável e muito prazeroso.

3. Crie um currículo internacional

Um ponto de valorização é a criação de um bom currículo em inglês. Além de ter uma boa didática de conversação, é fundamental que o seu currículo seja uma apresentação anterior de si mesmo.

Por isso, para construir um bom currículo, você deve colocar apenas informações úteis para o recrutador, escrever na terceira pessoa, colocar um destaque especial nas suas experiências e formações, além de se vender, ou seja, apresentar suas soft skills mais relevantes para a vaga.

Demonstre que você é apto para a oportunidade de conseguir vaga de desenvolvedor nos EUA.

4. Prepare um portfólio profissional com os seus projetos mais relevantes

O seu portfólio é a sua porta de entrada para a oportunidade de conquistar a sua vaga de desenvolvedor no exterior. Assim, ele precisa ser bem caprichado e real! Através do seu portfólio, o recrutador conseguirá identificar um pouco sobre sua forma de atuar na área e isso te ajudará a conquistar uma vaga que tenha mais a sua cara.

Para construir um bom portfólio, algumas plataformas estão disponíveis para ajudar, como o Behance, a Carbon Made, a Cargo Collective e entre outras. Mas sendo o bom programador que você é, uma opção criativa é criar o seu próprio portfólio! Imagina que incrível contar para o recrutador que aquele trabalho é, literalmente, seu? Demais!

Leia também: LinkedIn de Programador - 11 dicas para otimizar o seu perfil

5. Considere começar com projetos open source, voluntários ou freelancers

Para começar, é necessário dar o primeiro passo. Entendemos que muitas vezes alguns projetos não valem tanto a pena, mas quando você está em um processo de transição de carreira, dar chances ao desconhecido é uma forma de encontrar novos desafios e se preparar melhor para o mercado de trabalho exterior.

Ao aceitar começar com open source, jobs voluntários ou freelancers, além de ganhar um valor considerável, em alguns casos, ganhará também conhecimento, algo que agregará infinitamente a sua trajetória profissional, aumentando um degrau para a sua conquista tão importante que é conquistar um espaço lá fora, como desenvolvedor nos EUA.

Leia também: 10 mitos sobre a carreira de programador que você precisa parar de acreditar!

6. Prepare-se para as entrevistas técnicas em inglês

O ponto primordial aqui é estudar o mercado, a empresa, a língua inglesa, e conseguir se comunicar bem e passar a imagem que deseja realmente passar. Sabemos que o nervosismo faz parte desse momento, mas não deixe que ele te atrapalhe de demonstrar o quão capaz você é.

Por isso, preparamos algumas dicas importantes para as entrevistas para vagas de desenvolvedores

  • Agende a entrevista para um horário que você esteja, de fato, livre
  • Entre minutos antes para se preparar
  • Estude a empresa antes
  • Escreva as perguntas que deseja fazer para o recrutador
  • Mostre seu entusiasmo
  • Seja sincero sempre, mentir não vale a pena
  • Agradeça pelo convite e tempo disponibilizado pelos entrevistadores

7. Estude as linguagens e tecnologias mais requisitadas nos EUA

Existem várias linguagens de programação e a melhor opção é escolher a que mais se identifica. Ao fazer isso, se dedique a aprender da melhor forma, para entregar qualidade no seu trabalho. 

Mas é importante que você esteja atento às novidades do mercado, tanto para as linguagens quanto para as tecnologias mais requisitadas, já que seu objetivo é conseguir vaga de desenvolvedor nos EUA.

Leia também: 9 dicas para se adaptar à cultura de trabalho dos EUA

8. Faça networking com profissionais brasileiros que já trabalham para empresas dos EUA

O bom e velho networking nunca é demais, muito pelo contrário, ele é a porta de entrada para muitas oportunidades e pode ser a sua também. Sendo assim, esteja ativo em redes sociais e espaços que tenha profissionais brasileiros que trabalham em empresas dos EUA e mantenha contato com eles.

Construa uma relação de parceria com esse mercado, esteja em grupos de Telegram e redes sociais, como o Facebook, além de ser ativo no LinkedIn. Nele, você pode adicionar profissionais que admira e se fazer presente, se mostrar ali mesmo. Afinal, é como diz o ditado: quem não é visto, não é lembrado.

Leia também: Como é trabalhar remotamente para empresas dos EUA?

9. Verifique as vagas disponíveis constantemente

A melhor forma de conseguir uma vaga de desenvolvedor nos EUA é procurando em diversas plataformas, como Linkedin e sites com oportunidades de vagas, como a Trio Carreiras. Aqui você encontra várias oportunidades para trilhar uma carreira de sucesso com o trabalho remoto.

Leia também: 11 sites para encontrar vagas e trabalhar online para empresas estrangeiras

Fique atento e preparado para as oportunidades!

É sempre importante estar atento ao mercado que você quer atuar, ainda mais quando decide trabalhar remoto para o exterior. Essa decisão exige mudanças, cuidados e uma boa abertura para quem a escolhe.

Por isso, esteja aberto às novas chances que esse mercado te propõe, construa uma notoriedade através das dicas que separamos aqui nesse conteúdo e não desista dos seus sonhos.

Não é necessário se desesperar ou entrar em pânico. Com todo preparo, organização e dedicação, com toda certeza você conseguirá alcançar o seu tão sonhado trabalho remoto nos EUA. 

Para mais conteúdos como esse, fique atento ao blog da Trio Carreiras.

Perguntas frequentes

9 dicas para trabalhar como desenvolvedor para empresas dos EUA

1. Estude sobre as empresas que contratam estrangeiros remotamente ; 2. Pense sobre as suas motivações para trabalhar para empresas estrangeiras;  3. Crie um currículo internacional; 4. Prepare um portfólio profissional com os seus projetos mais relevantes; 5. Considere começar com projetos open source, voluntários ou freelancers; 6. Prepare-se para as entrevistas técnicas em inglês; 7. Estude as linguagens e tecnologias mais requisitadas nos EUA; 8. Faça networking com profissionais brasileiros que já trabalham para empresas dos EUA; 9. Verifique as vagas disponíveis constantemente